Agendamento de Serviço

Agende conosco o seu serviço de maneira prática e rápida, preencha os campos abaixo e solicite o seu serviço.

X

Orçamento

Contato

Email: casoacaso@casoacaso.com

Telefone:(71) 3341 - 4942

Mas, afinal, o que é Due Diligence?

Mas, afinal, o que é Due Diligence?

Publicação: 06.12.18

Aposto que você já ouviu falar neste termo. Mas você sabe o que ele realmente significa e para que serve?

Leia Mais
Indústria baiana aposta em energia eólica para ganhar mais competitividade

Indústria baiana aposta em energia eólica para ganhar mais competitividade

Publicação: 30.11.18

Braskem e Ferbasa investem quase R$ 1 bilhão para diversificar matriz energética.

Leia Mais
Quais são os tipos de Incentivos Fiscais?

Quais são os tipos de Incentivos Fiscais?

Publicação: 13.11.18

Conheça quais os tipos de Incentivos Fiscais existentes e explore novas oportunidades!

Leia Mais
Governo da Bahia vai cobrar 10% sobre Incentivos Fiscais até 2022

Governo da Bahia vai cobrar 10% sobre Incentivos Fiscais até 2022

Publicação: 12.11.18

Estados como a Bahia implementaram a medida para equilibrar os seus caixas em tempos de crise.

Leia Mais
Nordeste sente os benefícios da responsabilidade fiscal

Nordeste sente os benefícios da responsabilidade fiscal

Publicação: 26.10.18

A região está financeiramente mais preparada para atravessar a grave crise econômica que desmonta o Brasil

Leia Mais
Entenda o que são Incentivos Fiscais e como sua empresa pode se beneficiar!

Entenda o que são Incentivos Fiscais e como sua empresa pode se beneficiar!

Publicação: 26.10.18

Você sabia que talvez possa pagar MENOS impostos e fazer sua empresa crescer ainda MAIS?

Leia Mais
<< < 1 2

Governo da Bahia vai cobrar 10% sobre Incentivos Fiscais até 2022

Incentivos Fiscais na Bahia

O governo da Bahia garantiu até o final de 2022 a redução de 10% nos incentivos fiscais das empresas instaladas no estado. A cobrança deste "dízimo" das empresas se baseia numa decisão de 2016 do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que previa a redução do incentivo em 10% ou a devolução de valor proporcional até o final de 2018.

Estados como a Bahia, Alagoas, Ceará, Goiás, Pernambuco, Piauí e Rio de Janeiro implementaram a medida para equilibrar os seus caixas em tempos de crise.

O problema é que isso desequilibrou o das empresas que contavam com os incentivos em seu planejamento econômico, nos últimos dois anos. E agora, o setor produtivo vê a perspectiva de pagar essa conta por mais quatro anos. A prorrogação consta no decreto 18.656, publicado na última terça-feira, que prevê o repasse para o Fundo de Combate à Pobreza. 

Fonte: matéria publicada no jornal Correio*, em 05/11/2018, disponível neste link.

Por que investir no Nordeste

Horário de Atendimento

  • Atendimentos Seg. a Sex. das 8h00 às 17h30